Aluna do Colégio Unasp passa em programa da Harvard

Escrito por Aline Oliveira em 26 de outubro de 2015

Carismática, altruísta, esforçada, com um sorriso marcante e cheia de sonhos são as características da estudante Rute Helen Noleto, de 16 anos. É difícil não se encantar e se emocionar com as palavras da jovem. Ela é aluna do Colégio Unasp de Engenheiro Coelho e cursa o 2º ano do ensino médio. Rute está entre os 10 alunos selecionados para o projeto de mentoria Brasilitas da universidade Harvard, nos Estados Unidos.

O projeto é uma iniciativa da Harvard Undergraduate Brazilian Association (Huba), a associação de alunos brasileiros da Harvard. O Brasilitas, programa de mentoria, originado para descobrir e dar apoio a jovens brasileiros talentosos, com o propósito de auxiliar os estudantes com os recursos necessários para desenvolver a vida acadêmica e profissional.  Alunos do 9º ano ao 2º ano do ensino médio puderam se inscrever para o programa. Além dos dados pessoais, o aluno deveria gravar um vídeo de três minutos se apresentando e escrever três redações com as seguintes temáticas: contando sobre a história da sua vida, sobre o projeto ou ação desenvolvido para beneficiar a comunidade e com quem o candidato gostaria de conversar sobre o seu projeto e por quê.

Rute tem grande interesse pela universidade Harvard e contou como teve conhecimento a respeito do Brasilitas. “Eu fiquei sabendo pelo jornal, passou em vários lugares, que os alunos brasileiros de Harvard estavam promovendo um programa pra ajudar alunos brasileiros jovens que tinham sonhos grandes. E eu achei que essa era a minha oportunidade”.  A estudante percebeu que não se encaixava no regulamento do Brasilitas, pois não era estudante de escola pública e não tinha um projeto social.  Mesmo assim Rute foi persistente. “Era o meu sonho, não podia desistir assim de primeira”, afirmou a garota.  Ela procurou a equipe da Huba e explicou que era estudante bolsista e que gostaria muito de participar do programa. “Eles abriram para os alunos bolsistas”, lembrou.

A estudante tem grande interesse em desenvolver a sua vida acadêmica da melhor forma possível, sempre buscando participar de projetos que auxiliem no seu crescimento intelectual. Rute conta com o apoio e incentivo da sua família e da escola.  O seu projeto social é dividido em duas partes: auxiliar os estudantes do ensino médio na escolha da futura profissão por meio de uma plataforma digital e melhorar a educação da cidade de Artur Nogueira, trazendo mais oportunidade aos estudantes da rede pública. “Eu vou criar uma plataforma para orientar os jovens, em que alunos da educação superior ou pessoas que sabem mais sobre aquela profissão vão orientá-los. E outra parte do projeto é atuar diretamente, com a mão na massa, para melhorar a educação de Artur Nogueira, de diversas formas”, explicou Rute. A garota incluiu o bem estar dos alunos públicos e tem grandes sonhos para melhorar a educação. “Eu quero promover mais palestras na cidade, quem sabe trazer olimpíadas ou iniciação cientifica nas escolas públicas”, declarou. A vontade de oferecer oportunidades para quem precisa, vem da própria experiência vivida por Rute.

Na segunda fase do programa, Rute fez entrevistas com os membros da Huba via Skype. Ela conta que um dia após as ultimas entrevista o resultado final saiu na página do facebook. A garota estava sentada com a mãe quando viu o resultado. “Eu não queria ler, naquele momento o meu coração começou a bater rápido. A minha mãe estava do meu lado e ela me disse: ‘filha, por-favor me diz, termina de ler!’ E quando eu vi o meu nome ali, não consegui ler mais nada e as lágrimas caíram, chorei muito”, contou Rute. A estudante agradeceu a Deus pela conquista.

Apoio recebido

Rute é grata pelas oportunidades que recebeu do Colégio Unasp e pelo interesse demonstrado pelos professores da instituição. “Eu tenho professores incríveis aqui no Unasp que me dão apoio, que me ajudam a sonhar”. revelou. A diretora do colégio, Carla Lopes, em entrevista dada para a Rádio Unasp FM, afirmou que a educação no colégio vai além do tradicional ensino. “Nós vamos além daquilo que é educar apenas conteúdo. Nos preocupamos realmente com os alunos. Com o seu desenvolvimento emocional, social, psíquico. Nós provemos no aluno como um cidadão que pode fazer a diferença na sociedade”, admitiu.  Para a diretora esse interesse é a missão da instituição.

O Colégio Unasp oferece diversos meios que auxiliem no crescimento de seus alunos, com o projeto Bílingue, Rozetta Stone, programa de intercâmbio, educação musical, tecnologia em suas salas de aula e no próximo ano irá desenvolver o projeto Lego Education, parceria com a Lego mundial. Esse programa ajudará a desenvolver um maior aprendizado dos alunos por meio de atividades práticas. Sem contar com o relacionamento próximo de alunos e professores, fazendo com que eles se sintam amados e importantes para realizarem seus sonhos. Os professores têm um papel importante no desenvolvimento de cada criança e jovem da escola. Os alunos percebem que os professores se interessam por suas vidas e não só em dar a matéria na sala de aula. “Há diversos professores que guardo no meu coração que me influenciaram de diversas formas”, afirmou Rute.


Todas as notícias

comentários