Congresso sul-americano de educação promove intercâmbio de ideias

Escrito por Keidson Rodrigues e Mayra Silva | Foto: Mayra Silva em 14 de setembro de 2012

 

Entre os dias 3 e 6 de setembro, aconteceu o II Congresso Sul-Americano da Educação Adventista, Gestão e Pesquisa, no Centro Universitário Adventista de São Paulo (Unasp), campus Engenheiro Coelho. O evento contou com a presença dos representantes de todas as regiões administrativas para a América do Sul. Em todas as palestras e assuntos tratados notava-se como linha condutora a necessidade de união de propósitos mesmo em meio a toda diversidade cultural e econômica que há no continente.

O pastor Erton Köhler, presidente administrativo de todo sistema educacional adventista na América do Sul, destacou a importância do trabalho em equipe. “Unidos nos somos mais fortes”, afirmou. Em sua palestra, ele explicou sobre as vitórias e desafios da Educação Adventista nos vários países da América do Sul. Para terminar sua participação no período da manhã, Köhler inspirou os ouvintes ao dizer que quem faz a obra de Deus, usando Seus métodos, alcança os resultados dEle.

Segundo o pastor Almir Marroni, responsável por supervisionar a área educacional adventista na América do Sul, um dos objetivos para realização de um evento como esse é o intercâmbio de ideias, projetos e programas. “Neste congresso são apresentados relatórios e mostrados os principais desafios que há em cada região”, conta. Entre os principais temas abordados estavam a adoção ou não de livros didáticos digitais (tablet) e a avaliação institucional para comparar as escolas em todos os anos letivos. De acordo com o responsável por todas as escolas no estado de São Paulo, pastor Orlando Ritter, esta avaliação dará condições para melhorar o ensino nas escolas adventistas.

Durante o congresso foram homenageados veteranos da rede adventista de ensino. Entre os homenageados, estava o professor Roberto Azevedo, que lançou o desafio de fundar uma escola adventista em cada cidade com mais de 100 mil habitantes. A necessidade de crescimento se dá pelo alvo claro que a Escola Adventista tem: levar a salvação de Cristo às pessoas. Para o pastor Carlos Ruíz, diretor da rede adventista de ensino no norte do Peru, algo marcante no encontro foi aprender a deixar tudo nas mãos de Deus.



Todas as notícias

comentários